Fundação de Ação Social de Curitiba

Skip Navigation Links

Prefeitura de Curitiba enviou 871 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul

Publicado em 05/06/2024
  • Prefeitura de Curitiba enviou 871 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul
  • Prefeitura de Curitiba enviou 871 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul2
  • Prefeitura de Curitiba enviou 871 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul3
  • Prefeitura de Curitiba enviou 871 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul4
  • Prefeitura de Curitiba enviou 871 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul5
  • Prefeitura de Curitiba enviou 871 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul6
  • Prefeitura de Curitiba enviou 871 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul7
Imagem: Comunicação FAS imagem conteudo

Prefeitura de Curitiba enviou 871 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul

Para auxiliar na recuperação dos estragos causados pelas chuvas no Rio Grande do Sul, a Prefeitura de Curitiba promoveu uma Campanha Solidária destinada ao povo gaúcho. Resultado do apoio da sociedade curitibana, esta iniciativa coordenada pelo município possibilitou o envio de 871,18 toneladas de doações em 29 remessas até o início de junho.

Entre os itens enviados, estão 119,4 toneladas de alimentos não perecíveis, 703 mil litros de água, 4.524 litros de leite, 8,1 toneladas de roupas e agasalhos, 597 cobertores, 7.800 volumes de produtos de limpeza e higiene pessoal, 8,07 toneladas de ração animal, entre outros.

“Essa campanha de solidariedade ao Rio Grande do Sul é essencial e a Prefeitura de Curitiba agradece à população, que arrecadou grandes quantidades de donativos em pouco tempo, mostrando o empenho dos nossos cidadãos em ajudar nossos vizinhos gaúchos”, comentou o coordenador da Defesa Civil de Curitiba, Inspetor Nelson Ribeiro.

O que e onde doar

Com base nas recomendações encaminhadas pelo governo do Rio Grande do Sul, a Campanha Solidária passou a arrecadar alimentos não perecíveis, cobertores e produtos de limpeza. As novas prioridades foram definidas pela Defesa Civil do Estado do Rio Grande do Sul. 

“É importante que as pessoas fiquem atentas ao que as autoridades estão pedindo como doação para que não haja falta nem excesso de itens”, completa Ribeiro. 

Desde o fim de maio, Curitiba está concentrando o recebimento de doações em três pontos. Um deles é o Disque Solidariedade da Fundação de Ação Social (FAS), na Rua Eduardo Sprada, 4.520, no bairro Campo Comprido. O cidadão que assim desejar, pode entrar em contato com o Disque Solidariedade pelo telefone 3350-3596.

Outro ponto é o Banco de Alimentos, organizado pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), sediado na Rua Capitão João Busse, 660, bairro Capão da Imbuia.

O terceiro ponto de arrecadação é o Banco de Rações da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), no Passeio Público. Ele é destinado exclusivamente para aqueles que desejam doar rações para animais (cães, gatos, cavalos), em embalagens fechadas de rações comerciais. 

As entregas de ração podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 16h30, na sede do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, no prédio da administração do Passeio Público, na Rua Luiz Leão, 391, Centro.

Disque Solidariedade

Do total enviado pela Prefeitura de Curitiba, a Fundação de Ação Social (FAS) foi responsável por encaminhar 179,17 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul. Os itens foram alimentos não perecíveis, roupas, cobertores, material de higiene e limpeza, ração animal, colchões, e água.

As doações foram recebidas pela FAS no Disque Solidariedade e também nos 39 Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e nos dez Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) da cidade. Além de recebê-las, o Disque Solidariedade foi responsável pela coleta das doações feitas pela população nos 439 pontos de arrecadação espalhados pela cidade.

No total, 14 remessas de doações saíram da FAS. Duas foram entregues na Defesa Civil do Estado e as outras por empresas que cederam caminhões, entre elas: Águia Sul, Maxi Gráfica, Expresso Adorno, Andrighetti e Axon Pietruk, além de um caminhão da Justiça Federal do Estado e outro particular.

Incluindo a capital do estado gaúcho, Porto Alegre, outras 11 cidades receberam os caminhões: Triunfo, Cachoeirinha, São Leopoldo, Igrejinha, Canoas, Sapucaia do Sul, Osório, Sapiranga, Santa Cruz do Sul e Caxias do Sul.

Fundação de Ação Social

Rua Eduardo Sprada, 4520|CEP 81270010|Curitiba - PR|Todos os direitos reservados | Política de Privacidade

Desenvolvido por ICI - Instituto das Cidades Inteligentes