Fundação de Ação Social de Curitiba

Skip Navigation Links

Equipes da Prefeitura de Curitiba atendem famílias atingidas pelas fortes chuvas

Publicado em 20/01/2023
  • Equipes da Prefeitura atendem famílias atingidas pelas chuvas (1)
  • Equipes da Prefeitura atendem famílias atingidas pelas chuvas (3)
  • Equipes da Prefeitura atendem famílias atingidas pelas chuvas (4)
  • Equipes da Prefeitura atendem famílias atingidas pelas chuvas (5)
  • Equipes da Prefeitura atendem famílias atingidas pelas chuvas (6)
  • Equipes da Prefeitura atendem famílias atingidas pelas chuvas (7)
Imagem: Sandra Lima/FAS imagem conteudo

Equipes da Prefeitura atendem famílias atingidas pelas chuvas (1)

Equipes da Prefeitura de Curitiba, integradas por servidores da Defesa Civil de Curitiba e da Fundação de Ação Social (FAS), prestaram atendimento a famílias nas regionais PortãoCICPinheirinho e Tatuquara e outras regiões da cidade em razão das fortes chuvas que atingiram Curitiba, principalmente na terça-feira (17/1) e quarta-feira (18/1).

Segundo dados da estação meteorológica da Defesa Civil de Curitiba, localizada no bairro Batel, foram registradas precipitações acumuladas de 56,1 mm, entre 15h e 17h30 do 18/1, com rajadas de vento de até 24,5 km/h.

 

Curitiba Contra as Cheias

Além de trabalhar para minimizar os danos, a Prefeitura realiza intervenções constantes na cidade através do programa Curitiba Contra as Cheias, que reúne obras e intervenções capazes de proporcionar maior controle da capacidade de vazão dos rios, diminuindo o potencial destrutivo dos alagamentos. 

São ações de limpeza de valas, desassoreamento de canais e rios, limpeza de estruturas coletoras das águas pluviais que fazem parte do conjunto de serviços de drenagem que a Prefeitura executa nas dez regionais administrativas para tornar Curitiba mais resiliente aos efeitos das fortes chuvas.

Assim, mesmo que grandes volumes de chuva provoquem alagamentos pontuais na cidade, a água baixa em pouco tempo devido à manutenção em dia do sistema de drenagem.

 

Atendimento nos bairros

A Regional CIC foi uma das regiões atingidas pelos temporais. As equipes realizaram atendimento emergencial a 44 famílias com cestas básicas, colchões, cobertores, frascos para preparo de solução sanitizante, kits de higiene e limpeza e pedido de móveis para o Disque Solidariedade.

Na Regional Pinheirinho, três famílias precisaram de atendimento com cestas básicas, cobertores, colchões e dez metros de lona. Já na Regional Portão, uma família precisou de acolhimento em razão da queda de uma árvore na residência.

 

Suporte às famílias

Também na Regional Portão, a Defesa Civil e equipes da FAS prestaram atendimento a 121 famílias atingidas pelos temporais, de acordo com a supervisora da FAS, Lidiane Oliveira Bonamigo de Sousa.


“No dia 17/1, mantivemos a sede do Cras aberta até às 21h para dar o suporte necessário para as famílias”, comentou Lidiane.

Foram entregues 49 cestas básicas, 28 subsídios de R$ 70 para serem usados em compras nos Armazéns da Família, 174 colchões, 84 cobertores e 67 kits sanitizantes.

No bairro Campo Comprido, na Rua Maria Bizinelli, uma casa foi atingida por árvore e a família de quatro pessoas que morava no local foi acolhida em um apartamento da FAS. 

Além disso, estão sendo atendidas solicitações dos moradores ao Disque Solidariedade para móveis e eletrodomésticos.

Na Regional Tatuquara, a chuva também afetou a rotina de 40 famílias. A Prefeitura providenciou 36 lonas, 54 colchões, 5 cestas básicas, 33 cobertores e 5 créditos de R$ 70 para compras nos Armazéns da Família.

Em Santa Felicidade, o Disque Solidariedade foi acionado para que uma família recebesse um colchão de casal, móveis e eletrodomésticos.

As equipes da Prefeitura seguem nas ruas prestando atendimento às famílias atingidas. A Defesa Civil de Curitiba também continua monitorando as situações para eventual intervenção e acionamento dos órgãos competentes.

 

Mais chuva

Uma das características do mês de janeiro é a grande concentração de chuvas, que ocorrem de forma acentuada e em curtos períodos de tempo, com a possibilidade de provocar alagamentos pontuais.

Segundo o alerta emitido pela Defesa Civil Nacional, com base nos dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), no período de 16/1 a 23/1, a região de Curitiba deve sofrer com chuvas intensas e localizadas, com volumes acima da média para o período.

 

Operação La Niña

Desde o início do verão, a Defesa Civil de Curitiba atua no monitoramento do clima e no atendimento às ocorrências na Operação La Niña, que foi batizada com esse nome em virtude do fenômeno climático que afeta o país pelo terceiro ano consecutivo e que compreende na diminuição da temperatura da superfície dos oceanos, o que pode ocasionar a ocorrência de tempestades com rajadas fortes de ventos e ainda a possibilidade de precipitação de granizo. A operação que começou em dezembro segue até o dia 20 de março.

 

Central 156

O cidadão que precisa comunicar a Prefeitura sobre estragos provocados pelas chuvas deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão ou o aplicativo do serviço disponível na Apple Store e Google Play Store. O atendimento é feito por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.

A Defesa Civil registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 (alagamentos), pelo 156 (Central de Atendimento ao Cidadão, que registra as solicitações para retiradas de árvores) e pelo 153 (Centro de Operações da Guarda Municipal para fornecimento de lona).

Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193 - resgate) e pela Copel (falta de luz).

 

Fonte: Comunicação Social

Fundação de Ação Social

Rua Eduardo Sprada, 4520|CEP 81270010|Curitiba - PR|Todos os direitos reservados | Política de Privacidade

Desenvolvido por ICI - Instituto das Cidades Inteligentes