Fundação de Ação Social de Curitiba

Skip Navigation Links

Idosas participam das oficinas na casa de crochê da Rua da Cidadania Matriz

Publicado em 22/09/2022
  • Idosas participam das oficinas na casa de crochê na Rua da Cidadania Matriz
  • Idosas participam das oficinas na casa de crochê na Rua da Cidadania Matriz (2)
  • Idosas participam das oficinas na casa de crochê na Rua da Cidadania Matriz (3)
  • Idosas participam das oficinas na casa de crochê na Rua da Cidadania Matriz (4)
  • Idosas participam das oficinas na casa de crochê na Rua da Cidadania Matriz (6)
  • Oficina na casa de crochê na Rua da Cidadania Matriz
Imagem: Sandra Lima/FAS imagem conteudo

Idosas participam das oficinas na casa de crochê na Rua da Cidadania Matriz

Mulheres atendidas no Centro de Atividades para Pessoas Idosas (Cati) da Regional Matriz, da Fundação de Ação Social (FAS), estão participando das oficinas da Casa de Todos, uma casinha coberta com peças de crochê que está instalada no Mercado Central, na Rua da Cidadania Matriz. Elas fazem parte da Oficina de Manualidades, que acontece às quartas-feiras, sob a orientação da artista Leila Alberti.

Desde que a casa foi instalada, no último dia 12, as idosas tiveram duas oficinas, onde fizeram bordados livres, crochê e tricô. Mais dois encontros já estão programados, nos dias 28 de setembro e 5 de outubro, das 13h30 às 16h30, com capacidade para atender até dez pessoas a cada dia.

A técnica de referência do Cati da Matriz, Rosane de Carvalho Contin, explica que a participação das idosas nas oficinas da Casa de Todos, que tem ainda atividades diárias de contação de história, meditação, dança circular e conversas sobre manualidades têxteis, tem vários objetivos.

“Queremos possibilitar a socialização das idosas, que foi muito prejudicada durante o período da pandemia, e permitir que elas troquem conhecimentos sobre o tema abordado na atividade”, explica.

A Oficina de Manualidades resgata ainda práticas femininas tradicionais, além de estimular a autoestima através do trabalho manual, sensibilizar para as diferentes possibilidades de produção artística com o bordado e propiciar a criação colaborativa entre as artesãs.

Nas oficinas, as idosas têm acesso gratuito a fios, tecidos e agulhas para a produção dos bordados e peças de crochê.

Encontro de amigas

Aos 81 anos, Ruth Piagini, participa da oficina com entusiasmo. “Aqui encontro amigas, converso e aprendo coisas novas”, explicou a mulher, que é viúva e tem três filhos, seis netos e dois bisnetos.

Moradora do Água Verde, dona Ruth frequenta o Cati Ouvidor Pardinho, há aproximadamente 12 anos. A unidade mudou recentemente para novo endereço, na Rua Monsenhor Celso, 35, Centro.

“Já participei do coral, fiz artesanato e hoje estou aprendendo pintura em tela”, contou. “O Cati é uma família, é tudo para a gente porque lá temos oportunidades para fazer muitas atividades”, resumiu.

Lídia Belonini Dal Pra Zielonca, 78 anos, também se inscreveu para a oficina da Casa de Todos para participar das atividades, mas também para fazer amizades. “Assim a gente sai de casa, encontra pessoas”, disse ela, que é viúva há 21 anos e tem um filho.

Para se manter ativa, dona Lídia participa de várias atividades ofertadas gratuitamente pelo município. No Cati, que está retomando as atividades depois da pandemia, ela fazia ioga e artesanato, e nos equipamentos da Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude (Semlj), hidroginástica e musculação.  

Casa de crochê

A Casa de Todos tem 3,5 metros de largura por 4,40 de altura e foi feita com peças de crochê matemático e crochê livre. Até o dia 8 de outubro, abrigará aulas gratuitas de crochê, bordado, contação de história e outras atividades (programação abaixo).

A casa foi idealizada pela artista visual Leila Alberti, que tem formação em pintura, e é composta por aproximadamente 400 peças de crochê feitas por artistas e crocheteiras do coletivo Lucianas & Marias.

“Essa oficina busca unir a arte e as artesanias, fazer um convite para que as pessoas se interessem por esses temas. E essa união mostra a importância do trabalho conjunto”, explicou.

Para a Oficina de Manualidades, Leila conta com o apoio do artista plástico Rafael Codognoto.

 

Serviço: A Casa de Todos

Local: Rua da Cidadania Matriz (Praça Rui Barbosa, 101)
Funcionamento: até 8 de outubro, de segunda a sexta, das 8h às 19h, e sábado, das 8h às 15h

Cronograma de oficinas

Crochê solidário com Giovana Casagrande
Segundas, das 13h30 às 15h

Oficina de Crochê com Luciana Cortez
Segundas e quintas, das 15h às 17h
Sábados, das 10h às 12h

Bordado Solidário com Luciana Cortez
Sextas: das 13h30 às 16h

Contação de histórias com Hélio Leites
Terças: das 11h às 12h 14h às 15h
Quartas: das 10h30 às 11h30
Sábados: 13h30 às 14h30

Meditação, com Renato Barbosa e Leila Tatara
Segundas: das 10h às 10h40
Terças: das 10h às 10h40 e das 16h15 às 16h55
Quintas: das 10h às 10h40
Sextas: 16h15 às 16h55

Oficina de Manualidades com Leila Alberti
Quartas: das 13h30 às 16h30

Dança Circular com Zenilda Pereira Ammar
Quintas: das 14h às 15h

Conversas sobre Manualidades Têxteis com vários artistas
Sextas: 10h às 11h30

Fonte: Comunicação Social

Fundação de Ação Social

Rua Eduardo Sprada, 4520|CEP 81270010|Curitiba - PR|Todos os direitos reservados | Política de Privacidade

Desenvolvido por ICI - Instituto das Cidades Inteligentes