Fundação de Ação Social de Curitiba

Skip Navigation Links

1ºEmpregotech começa no domingo com seminário na Ópera de Arame

Publicado em 13/02/2020 Imagem: Pedro Ribas/SMCS imagem conteudo

1º Empregotech começa no domingo com seminário na Ópera de Arame

Um grande seminário no teatro Ópera de Arame no próximo domingo (16/2), às 17h, marcará o início do programa Primeiro Emprego em Tecnologia (1ºEmpregotech). O evento será aberto pelo prefeito Rafael Greca e terá palestras de especialistas em empregos do futuro e tecnologia.

Parceria entre a Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação e a Fundação de Ação Social (FAS), o 1ºEmpregotech vai oferecer gratuitamente curso de programação de computação para jovens de 16 a 22 anos. Com duração de cinco meses, as aulas do programa da Prefeitura começam em março e os melhores colocados poderão ser contratados como aprendizes por startups e empresas de tecnologia de Curitiba e região.

Lançado em janeiro, o 1ºEmpregotech teve o número de inscrições maior que o esperado. A expectativa era a de que até 1.500 jovens se cadastrassem para participar, mas o número de inscritos chegou a 1.693 – 12,88% a mais.

 

Avaliações

A partir de segunda-feira (17/2), os inscritos no 1ºEmpregotech farão avaliações, aplicadas na modalidade Ensino à Distância (EAD). No portal do programa (empregotech.selecty.com.br), os jovens responderão questões sobre raciocínio lógico e conhecimentos gerais e noções de programação básica. Todos os inscritos já receberam por email o acesso aos links dos conteúdos que precisam ser estudados.

Quem tirar a partir da nota 7 nas avaliações será selecionado para as próximas etapas do programa. A primeira delas será a participação no programa Mobiliza, que busca o desenvolvimento de habilidades e competências exigidas pela nova economia. As aulas do Mobiliza serão realizadas de 2 a 6 de março, nas Ruas da Cidadania das dez regionais.

Na segunda fase, que também terá início em março, os jovens começam as aulas de computação e programação básica, com carga horária de 160 horas, também nas Ruas da Cidadania.

“Na última etapa do 1ºEmpregotech, os melhores alunos poderão ser contratados como aprendizes pelas empresas de TI, aprendendo na prática os empregos do futuro”, salienta Tiago Ferro, presidente da FAS.

 

Soft skills

“O Vale do Pinhão vem mudando o mindset (maneira de pensar) do empreendedorismo em Curitiba e o passo seguinte foi criar o 1ºEmpregotech, que contempla as necessidades do segmento de tecnologia”, recorda Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba. Por isso, salienta ela, além de capacitar em linguagem de programação, o 1ºEmpregotech vai trabalhar com os jovens as habilidades comportamentais.

"Os participantes também vão trabalhar os soft skills (habilidades comportamentais) exigidos hoje pela nova economia, como raciocínio lógico, liderança, trabalho em equipe multidisciplinar e organização de tempo", justifica Cris.

Além da Prefeitura, através da Agência Curitiba e da FAS, entidades e empresas do Vale do Pinhão, como a Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação no Paraná (Assespro-PR) e a Endeavor, organização de apoio a empreendedorismo e empreendedores de alto impacto, participaram da estruturação do novo programa da Prefeitura.

Fundação de Ação Social

Rua Eduardo Sprada, 4520|3350-3500|CEP 81270010|Curitiba - PR|Todos os direitos reservados|Política de Privacidade

Desenvolvido por ICI - Instituto das Cidades Inteligentes