Fundação de Ação Social de Curitiba

Skip Navigation Links

Almir Alves e Vera Lúcia são eleitos rei e a rainha da Melhor Idade 2019

  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 01
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 02
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 03
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 04
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 05
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 06
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 07
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 08
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 10
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 11
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 12
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 13
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 14
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 15
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 16
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 17
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 18
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 19
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 20
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 21
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 23
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 24
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 25
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 26
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 27
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 28
  • Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 29
Publicado em 28/11/2019 Imagem: Ricardo Marajó/FAS imagem conteudo

Curitiba elege Rei e Rainha da Terceira Idade 01


Almir Alves, da Regional CIC, e Vera Lúcia Jaszczers, da Regional Cajuru, foram eleitos Rei e Rainha da Melhor Idade 2019 de Curitiba. Eles disputaram o título com representantes de todas as regionais da cidade, durante o Baile da Melhor Idade, promovido pela Prefeitura, no Buffet Du Batel, nesta quarta-feira (27/11).

Durante o evento, que teve o patrocínio da Hiperfarma, também foram eleitos o Príncipe, Pedro Carlos Sobrinho, e a Princesa, Jurema de Lourdes Batiuki, irmãos representantes da Regional Boqueirão. E, ainda, o Mister Simpatia, Ademir Manfroi, do Cajuru - ovacionado pela plateia -, e a Miss Simpatia, Cleusa da Silva, de Santa Felicidade.

A competição reuniu idosos eleitos reis e rainhas das dez regionais da cidade durante o Dança Curitiba – Bailes da Melhor Idade. as etapas aconteceram nas Ruas da Cidadania, centros de esporte e lazer, igrejas ou clubes parceiros durante o ano.

Eles participam das atividades dos Centros de Esporte e Lazer da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) e dos grupos de convivência e fortalecimento de vínculos da Fundação de Ação Social (FAS).

O vice-prefeito, Eduardo Pimentel esteve na festa e parabenizou os idosos por participarem do baile e das atividades ofertadas gratuitamente pelo município para a população. “São momentos importantes para a confraternização de todos e nada melhor que o Baile da Melhor Idade para fechar o ano”, comentou. 

Animação

Aproximadamente 800 idosos participaram do baile. Eles foram recepcionados na entrada da casa de festas pela Banda Lyra e dançaram sem parar ao som da dupla sertaneja Willian e Renan. Além do desfile dos reis e rainhas, com direito a jurado, os idosos também puderam se deliciar com doces e salgados servidos nas mesas.

Vera, a rainha do baile, não se continha de felicidade. “Se for para ter rugas, que seja de sorrir”, disse durante as fotos dos vencedores. A idosa, de 64 anos, explicou que o segredo de sua beleza está nas atividades físicas que faz na Rua da Cidadania Cajuru, há 15 anos, desde que se aposentou. “Faço ginástica quatro vezes na semana, e aula de zumba, outras quatro”, contou a mulher.

O ponta-grossense Daniel Swiech, 63 anos, que mora há 20 anos em Curitiba, também participou da disputa, representando a Regional Santa Felicidade. Foi incentivado pelas amigas das aulas de dança e coral que faz no Centro de Referência da Assistência Social (Cras).

Não ganhou, mas disse que o que vale é a festa. “Isso tudo é uma maravilha, só de ver esses rostos lindos”, disse.  Swiech contou que ganha a vida com a venda de jogos da Caixa e, no fim de ano, com o serviço de Papai-Noel que faz em residências, mas o que gosta mais é participar das atividades oferecidas pela Prefeitura. “Faz bem para a saúde, neste mundo difícil, lá podemos conhecer pessoas e fazer amigos.”

Atualmente, quase 3.300 idosos participam dos serviços de convivência da FAS, nos Cras e Centros de Atividade para Idosos (Catis), onde fazem principalmente atividades físicas, aulas de pintura em tela, artesanato e línguas.

Fundação de Ação Social

Rua Eduardo Sprada, 4520|3350-3500|CEP 81270010|Curitiba - PR|Todos os direitos reservados|Política de Privacidade

Desenvolvido por ICI - Instituto das Cidades Inteligentes