Fundação de Ação Social de Curitiba

Skip Navigation Links

Trabalho com pessoas em situação de rua é destaque em universidade

  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 01
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 02
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 03
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 04
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 05
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 06
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 07
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 08
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 09
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 10
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 12
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 13
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 14
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 15
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 16
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 17
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 18
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 19
  • Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 20
Publicado em 07/11/2019 Imagem: Ricardo Marajó/FAS imagem conteudo

Pessoas atendidas no Centro Pop são aplaudidas em congresso 01

Nos últimos nove meses, desde que passou a viver em situação de rua, Thaís Stephanny Mariano, 23 anos, nunca havia se sentido tão confiante como nesta quarta-feira (6/11). Ela e cinco colegas visitaram a Universidade Positivo, onde foram aplaudidos por estudantes que participaram do III Congresso de Psicologia da Universidade Positivo.

“Percebi que tenho valor e posso mudar a vida. Quero voltar a estudar, fazer faculdade, casar no papel e ter dois filhos”, contou ela, emocionada. Thais passou a fazer planos para o futuro depois de participar da oficina “Resignificando Vidas”, desenvolvida pela estudante de Psicologia Dandara Farid da Silva, desde agosto de 2018, no Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop) Rebouças, da Fundação de Ação Social (FAS). 

Um dos trabalhos promovidos durante a oficina - que tratou de autoestima, sentimento de pertencimento e responsabilidade - foi apresentado durante o congresso, que reuniu acadêmicos do último ano do curso de Psicologia.

Cidade

Chamado “Um olhar sobre a cidade”, o trabalho resultou na confecção de cartazes, maquetes com elementos simbólicos da cidade e fotos feitas pela fotógrafa Daniela Lamoço, na Praça Tiradentes, um dos espaços públicos que costuma frequentar. Os participantes também fizeram um passeio à Praça Eufrásio Corrêa, onde conheceram um pouco da histórica do local.

Desenvolvida desde junho, todas as manhãs de sexta-feira, a atividade reunia, no começo, cerca de três pessoas, mas, com o tempo, o grupo foi aumentado e chegou a ter 20 participantes.

“Meu objetivo foi fazer com que a sociedade não veja mais as pessoas em situação de rua com um olhar pejorativo”, explicou Dandara. Segundo ela, o grupo conseguiu reproduzir a cidade onde vivem por meio da arte.

Benefícios

Mayke Donavan, 26 anos, também gostou do projeto, principalmente do passeio nas praças e de ser fotografado junto com os amigos.

Atendido pela FAS há seis meses, Jalmir César da Rosa, 55 anos, também aprovou o projeto. Segundo ele, a atividade trouxe conhecimento para todos os participantes.

Para a coordenadora do Centro Pop Rebouças, Juliana Santiago Goulart, a oficina e o projeto foram importantes para o grupo. “Eles puderam estar em comunidade. Ao estarem aqui para assistir à apresentação, perceberam que não são invisíveis”, disse. “As pessoas em situação de rua não têm espelho, e se verem nas fotos foi transformador para eles”, completou.

Fundação de Ação Social

Rua Eduardo Sprada, 4520|3350-3500|CEP 81270010|Curitiba - PR|Todos os direitos reservados|Política de Privacidade

Desenvolvido por ICI - Instituto das Cidades Inteligentes