Fundação de Ação Social de Curitiba

Skip Navigation Links

Pousada de Maria é o porto seguro de Joana

  • Mulher diz que Pousada de Maria é o melhor lugar de Curitiba 01
  • Mulher diz que Pousada de Maria é o melhor lugar de Curitiba 02
Publicado em 12/04/2019 Imagem: Ricardo Marajó/FAS imagem conteudo

Mulher diz que Pousada de Maria é o melhor lugar de Curitiba 01

Há três semanas, a Pousada de Maria - unidade da Fundação de Ação Social (FAS) responsável pelo acolhimento de mulheres vítimas de violência – tem sido o porto seguro de Joana (nome fictício). Ela chegou ao local depois de procurar um Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e contar a história que a aterrorizava.

“Aqui é o melhor ambiente que já vi em Curitiba, depois da beleza da cidade”, diz a mulher franzina que chegou à cidade há dois anos vinda do Norte do país, onde também sofreu violência doméstica do ex-marido. Na Pousada de Maria encontrou conforto, paz e segurança que estão a ajudando a ter confiança para retomar a vida.

Joana elogia a dedicação das servidoras que trabalham no local. “Elas sempre cuidam da gente, são dignas de mérito, por serem mulheres, trabalharem e, ainda, cuidarem de suas casas. Apesar dessa jornada, nenhuma delas traz seus problemas para cá, são muito gentis, falam baixo”, conta.

Segundo a mulher, até na alimentação ela recebe cuidados especiais. Integrante de uma congregação israelita, ela tem restrições na alimentação, agravada ainda por uma intolerância ao glúten. “Minhas refeições são diferentes das outras meninas. Aqui nos respeitam de todas as formas, na alimentação, na religião”, diz.

Risco social

Joana foi encaminhada para a Pousada de Maria por correr risco de violência no local onde morou por poucos dias em um bairro distante do Centro da cidade. “Eu já não dormia mais, foi então que decidi procurar a FAS, fui pedir socorro”, relembra.

Confiante, conta que está procurando um emprego como diarista para se manter quando sair da unidade, mas que seu verdadeiro sonho é ter o próprio negócio. Experiente na produção de doces, ela pretende ter uma confeitaria. “Aqui esqueci meu momento de sofrimento e quero recomeçar.”

Proteção   

Fundada pela primeira-dama, Margarita Sansone, há 26 anos, durante a primeira gestão de Rafael Greca como prefeito de Curitiba, a Pousada de Maria foi a primeira casa de acolhimento de mulheres em situação de risco social ou vítimas de violência doméstica do Brasil.

A unidade tem capacidade de atender 20 mulheres, com ou sem filhos. Seu endereço é mantido sob sigilo para preservar a segurança das vítimas que para lá são encaminhadas.

A equipe técnica que trabalha no local busca primeiramente proteger as mulheres do risco, para depois, gradativamente, fazer sua inserção em diferentes serviços e oportunidades que favoreçam a autonomia e a superação.

Quando chegam à unidade, as mulheres e crianças recebem roupas e calçados - já que muitos saem de casa sem conseguir levar seus pertences -, kits de higiene, fraldas para os bebês, entre outros itens necessários para o bem-estar. No local há quartos, refeitório, brinquedoteca, salas de atividades e de medicamentos, despensa para alimentos, e alimentação elaborada e acompanhada por nutricionista.

Fundação de Ação Social

Rua Eduardo Sprada, 4520|3350-3500|CEP 81270010|Curitiba - PR|Todos os direitos reservados|Política de Privacidade

Desenvolvido por ICI - Instituto das Cidades Inteligentes