Fundação de Ação Social de Curitiba

Skip Navigation Links

Pessoas atendidas pela FAS terão aulas gratuitas de gastronomia

  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 01
  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 02
  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 03
  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 04
  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 05
  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 06
  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 07
  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 08
  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 09
  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 10
  • Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 11
Publicado em 11/03/2019 Imagem: Ricardo Marajó/FAS imagem conteudo

Pessoas atendidas pela FAS são selecionadas para o Gastromotiva 01

Nove pessoas atendidas pela Fundação de Ação Social (FAS) nas áreas da assistência social e do trabalho e emprego fazem parte da 7ª turma do curso de auxiliar de cozinha do Gastromotiva, organização da sociedade civil com atuação mundial. Com mais 31 pessoas que integram a turma, eles participaram nesta segunda-feira (11/3) da aula inaugural do curso, que acontecerá durante três meses na Universidade Positivo.

“Esta é uma nova e importante parceria que a FAS desenvolve para a qualificação profissional de pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social. Estamos em contato com a Gastromotiva há alguns meses e, felizmente, conseguimos concretizar a primeira turma juntos”, explica o superintendente da FAS Trabalho, Fabiano Vilaruel.  O objetivo da parceria, segundo ele, é elevar a empregabilidade das pessoas selecionadas para que tenham acesso e permaneçam no mundo do trabalho.

As nove pessoas atendidas pela FAS que foram escolhidas para o projeto participaram, junto com outros 226 candidatos, de um processo de seleção que levou em conta a renda e o resultado de dinâmicas de grupo e entrevistas individuais. Três delas procuraram o Sine municipal em busca de emprego na área de gastronomia, duas vivem em situação de rua e são acolhidas pela FAS e quatro são atendidas em Centros de Referência da Assistência Social (Cras).

Oportunidade

Jeferson Florêncio, 18 anos, está animado com a oportunidade e já sonha com um futuro melhor. “Quero aprender muito aqui e quem sabe um dia abrir meu próprio restaurante”, diz o rapaz que chegou a Curitiba em 2015, vindo de Paranaguá, depois da morte do avô.  Quando o dinheiro acabou, Jeferson foi morar nas ruas e desde o fim do ano passado, foi acolhido pela FAS. Atualmente ele é atendido no Centro Pop Matriz e passa as noites no Hotel Morada Nova, da Secretaria Municipal da Defesa Social.   

O haitiano Elíe Blaise Jeanpaul, 30 anos, também é atendido pela FAS, no Cras Cidadania Santa Felicidade, e foi selecionado para o curso. “Sou apaixonado pela cozinha desde que era pequeno. Agora quero me especializar em massas e em montagem de pratos”, conta o homem que está no Brasil há dois anos e hoje trabalha no restaurante Cantina do Délio.

Gastromotiva

Durante 90 dias, os alunos terão aulas nos laboratórios da Positivo, que também é responsável pelos insumos e professores. Na parceria, a Gastromotiva selecionou os candidatos e oferece os uniformes e lanches. As aulas acontecerão de segunda a sexta-feira, das 13 às 17 horas.

Criada em 2006, a Gastromotiva faz parte do movimento da gastronomia social, uma ação global que busca transformar pessoas por meio da gastronomia.  

Fundação de Ação Social

Rua Eduardo Sprada, 4520|3350-3500|CEP 81270010|Curitiba - PR|Todos os direitos reservados|Política de Privacidade

Desenvolvido por ICI - Instituto das Cidades Inteligentes